SOBRE NÓS

 


 

MISSÃO

A Fio Dourado actua na fileira do azeite, sobretudo na transformação e comercialização, com o objectivo de criar valor, maximizar a satisfação de todos os agentes que interagem nesta fileira e assegurar a sua sustentabilidade, apostando na qualidade dos seus produtos e serviços.

VISÃO

Na Fio Dourado queremos crescer de um modo sustentável, utilizar processos tecnologicamente eficientes, ambiental e socialmente responsáveis, que nos permitam obter produtos seguros do ponto de vista alimentar e superar as expectativas dos nossos clientes.

VALORES

Na Fio Dourado, estamos conscientes da confiança que os nossos clientes depositam no nosso trabalho, quando trazem até nós a sua azeitona, e quando colocam o azeite que produzimos à mesa das suas famílias. É essa confiança que nos motiva a continuar, seguindo os valores que, ao longo dos anos, têm feito com que acreditem em nós!

  • Transparência e confiança
    primamos pela transparência nas nossas relações com clientes, fornecedores e demais entidades, e acreditamos que a confiança é a base dessas relações.

  • Rigor e exigência
    somos rigorosos na forma como trabalhamos, como acompanhamos e controlamos todos os processos. Exigimos dos nossos fornecedores o mesmo rigor com que trabalhamos, para satisfação dos nossos clientes.

  • Responsabilidade e sustentabilidade
    assumimos um compromisso com a segurança alimentar dos nossos produtos, com a prevenção da poluição e a manutenção dos recursos e das condições do meio ambiente, com a segurança e qualidade de vida dos nossos colaboradores e da comunidade em que estamos inseridos.

  • Inovação e cooperação
    estamos atentos às novidades do sector e procuramos colocar à disposição dos nossos clientes a melhor tecnologia disponível. Temos desenvolvido estudos que nos permitam melhorar a eficiência dos processos, estabelecendo parcerias com entidades oficiais, produtores, clientes, associações profissionais e comunidade científica.

O lagar de azeite da Fio Dourado existe na família dos seus sócios há mais de um século. Em 1991 passou a ser explorado por João Vítor Reis Gomes Mendes, que herdou o lagar tradicional de prensas, e o foi remodelando e modernizando, tanto a nível de instalações como de equipamentos.

Em 2000 foi instalada a primeira linha de extração em contínuo, de três fases, por forma a dar resposta às crescentes solicitações por parte dos olivicultores, bem como para melhorar a qualidade dos azeites extraídos.

Sendo todos os componentes da linha construídos em aço inoxidável, passou a ser possível um maior controlo da higiene, evitando-se eventuais contaminações, e conseguindo-se um grande salto na qualidade do azeite obtido, também motivado pelo funcionamento a baixas temperaturas. A par desta nova linha de extração foi também instalada uma linha de limpeza e lavagem de azeitona.

Em 2004, foi instalada uma segunda linha de extração contínua, de duas fases. Esta linha foi instalada para aumentar a capacidade de extração, dando resposto ao crescimento da área de olival instalado e das novas variedades cultivadas (Arbequina), tanto na região do Ribatejo como em outas regiões do país.

A instalação desta linha foi acompanhada pela instalação de um páteo de receção de azeitona, incluindo uma linha de receção, limpeza e lavagem de azeitona e tegões de aço inoxidável. Posteriormente foi instalada uma outra linha de extração, também de duas fases, para aumento da capacidade de laboração, acompanhando a crescente procura dos seus serviços pelos olivicultores.

A partir de 2001, a par com a atividade de extração de azeite, passou a embalar e comercializar azeite virgem extra embalado, com a marca Quinta do Juncal. Esta atividade, inicialmente com maquinaria simples e semiautomática, é atualmente realizada com recurso a uma linha de embalamento contínua, que permite também a prestação do serviço de embalamento para outras marcas. O azeite comercializado com a marca Quinta do Juncal foi por diversas vezes distinguido em concursos, estando implantado no mercado a nível regional e nacional, sobretudo na restauração e em lojas do segmento gourmet, tendo também procura em alguns mercados internacionais, para onde é exportado.

A preocupação com a preservação do ambiente tem sido uma constante, pois o sistema de extração em contínuo, além de mais eficiente tem um menor impacte ambiental. As águas residuais produzidas são recolhidas num sistema de lagoas de evaporação, licenciadas, sendo posteriormente utilizadas para rega de olivais, operação realizada mediante licenciamento.

Em 2008, foi constituída a empresa Fio Dourado – Transformação e Comercialização de Produtos Olivícolas, Lda., da qual são sócios João Vítor Reis Gomes Mendes e Maria João Ribeiro Laia Franco Gomes Mendes, que explora atualmente o lagar e toda a sua atividade, mantendo a mesma tendência de desenvolvimento e inovação.

Para tal, a empresa tem desenvolvido e participado em diversos estudos, em colaboração com entidades nacionais e internacionais, com vista à melhoria do seu desempenho tecnológico e ambiental.

organograma

Política da Qualidade, Ambiente e Segurança Alimentar

A Fio Dourado desenvolve a sua actividade na área da produção, embalamento e comercialização de azeite. No lagar da Fio Dourado, encontra-se à disposição dos olivicultores a mais avançada tecnologia de extracção de azeite, permitindo, mesmo a produtores em pequena escala, obter o azeite da sua própria produção. A Fio Dourado comercializa azeite, principalmente virgem extra, a granel e embalado, prestando também o serviço de embalamento. A marca de referência da Fio Dourado é Quinta do Juncal, comercializando azeite e vinagre no mercado nacional e em alguns mercados internacionais.

A diferenciação pela qualidade dos produtos e serviços prestados, alicerçada no acompanhamento da evolução tecnológica tem sido um dos pilares da estratégia da Fio Dourado, que tem permitido conquistar e manter a imagem de confiança junto dos clientes.

Seguindo a linha de permanente evolução que tem marcado o seu percurso, a Fio Dourado tem implementado um Sistema de Gestão Integrado da Qualidade, Ambiente e Segurança Alimentar, de acordo com as Normas NP EN ISO 9001:2015, NP EN ISO 14001:2015, NP EN ISO 22000:2005 e com o Regulamento (CE) N.º 1221/2009 – Sistema Europeu de Ecogestão e Auditoria (EMAS).

A Fio Dourado assume assim uma atitude de compromisso com a melhoria contínua e prevenção da poluição e protecção do ambiente, apostando na eficácia da resposta às solicitações dos clientes, na minimização do impacte ambiental das suas atividades, produtos e serviços e na garantia de obtenção de produtos seguros, observando o cumprimento dos requisitos legais e estatutários aplicáveis, ou outros que a Fio Dourado subscreva, bem como os requisitos normativos ao nível da Qualidade, Ambiente e Segurança Alimentar.

 

Para tal, a Fio Dourado estabeleceu como prioridade o cumprimento dos seguintes objetivos:

  • Satisfação das necessidades dos clientes, ultrapassando as suas expetativas, apostando na fidelização e na confiança;

  • Colocar à disposição dos consumidores produtos seguros e de qualidade;

  • Assegurar a identificação de perigos relacionados com a salubridade dos produtos, estabelecendo medidas de controlo  eficazes;

  • Assegurar uma comunicação eficaz com as partes interessadas, incluindo fornecedores, clientes e entidades oficiais no que respeita a questões relacionadas com a segurança alimentar e protecção do ambiente;

  • Incutir nos fornecedores a importância de manter elevados padrões de qualidade de produtos e serviços;

  • Promover ações de formação e sensibilização para todos os colaboradores, designadamente nas áreas de Qualidade, Ambiente e Segurança Alimentar;

  • Assegurar o rigor e um elevado nível de controlo na execução das atividades, produtos e serviços;

  • Garantir a rastreabilidade dos produtos;

  • Promover a correcta operacionalidade de equipamentos e instalações para minimizar o impacte ambiental das suas atividades, produtos e serviço e assegurar a Segurança Alimentar;

  • Aumentar a ecoeficiência, através de uma correcta gestão da energia, da água e resíduos, e do controlo dos aspectos ambientais significativos, estabelecendo e revendo objetivos e metas ambientais;

  • Consciencializar os colaboradores para a adoção de posturas responsáveis, em termos de Qualidade, Ambiente e Segurança Alimentar, quer em contexto de trabalho, quer individualmente;

  • Envolver todos os colaboradores da Fio Dourado no Sistema de Gestão Integrado de Qualidade, Ambiente e Segurança Alimentar, por forma a seguir uma cultura de melhoria contínua e de excelência, a fim de melhorar o desempenho da organização.

 

Comeiras de Baixo, 30 de Junho de 2016